Sino dos ventos

quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

Feliz Natal!


Desejo a todas as pessoas do mundo um Natal abençoado com a presença de Cristo, e que em 2016 haja uma significativa mudança que nos traga paz, amor, saúde, alegrias, sucesso e, acima de tudo, muita fé em nosso Pai Maior!




Se você gosta do Canto das Artes, divulgue-o entre as/os amigas/os blogueiras/os. Brigadú!!!


 

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Decoração minimalista para o Natal 2015


Como todas sabem, não dou muita importância a essas datas comemorativas como a maioria das pessoas, pois há muito tempo que elas esqueceram o verdadeiro significado da data, embaladas pelo apelo puramente comercial.

Além disso, a correria do dia a dia, o excesso de trabalho e outras coisinhas mais, me obrigaram a uma decoração minimalista para o Natal este ano. Mas apesar de minimalista, gostei do efeito. Vem conferir como ficou.

 
 Um pequeno laço na porta de entrada;






E um gorrinho de Papai Noel pendurado no painel da TV na sala.



É isso, pouco mais significativo, pois o que realmente importa é não nos esquecermos do aniversariante no dia 25/12.






Se você gosta do Canto das Artes, divulgue-o entre as/os amigas/os blogueiras/os. Brigadú!!!







quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Remendando a vida




A gente devia ser capaz de costurar o tempo,
bordar em cima dos erros para que eles desapareçam.
Costurar as pessoas que gostamos pertinho.
Costurar os domingos, um mais perto do outro.
Costurar o amor verdadeiro no peito de quem a gente ama.
Costurar a verdade na boca dos seres.
Costurar a saudade no fundo de um baú para que ela de lá não fuja.
Costurar a auto estima bem alto, prá que ela nunca caia.
Costurar o perdão na alma e a bondade na mão.
Costurar o bem no bem e o bem sobre o mal.
Costurar a saúde na enfermidade e a felicidade em todo lugar. 



Crédito da imagem: Das Culturas      




Se você gosta do Canto das Artes, divulgue-o entre as/os amigas/os blogueiras/os. Brigadú!!!



terça-feira, 21 de julho de 2015

Prece de Abigail



Senhor Deus, Pai dos que choram,
dos tristes, dos oprimidos,
fortaleza dos vencidos,
consolo de toda a dor.
Embora a miséria amarga
dos prantos de nossos erros,
deste mundo de desterro
clamamos por vosso amor.

Nas aflições do caminho,
na noite mais tormentosa,
vossa fonte generosa
é o bem que não secará.
Sois em tudo a luz eterna
da alegria e da bonança,
nossa porta de esperança,
que nunca se fechará.

Quando tudo nos despreza,
no mundo da iniquidade,
quando vem a tempestade,
sobre as flores da ilusão.
Ó Pai, sois a luz divina,
o cântico da certeza,
vencendo toda aspereza,
vencendo toda aflição.

No dia de nossa morte,
no abandono ou no tormento,
trazei-nos o esquecimento
da sombra, da dor e do mal!
Que nos últimos instantes,
sintamos a luz da vida,
renovada e redimida
na paz ditosa e imortal.



Crédito: Imagem






Se você gosta do Canto das Artes, divulgue-o entre as/os amigas/os blogueiras/os. Brigadú!!!